Poeta e crítico Carlos Gomes lança o projeto musical Oliveira, com o disco “Canções não”

Postado em

Primeiro álbum do artista tem 10 faixas, produzidas pelo músico Hugo Linns. O disco está disponível para download e streaming gratuitos nos sites oliveirape.bandcamp.com e carlosgomes.art.br

Oliveira é o projeto musical do poeta, crítico e compositor Carlos Gomes (Recife, 1981), que lançou em agosto de 2019 a obra “Canções não”, formada por livro de poemas, espetáculo e disco. O primeiro álbum de Oliveira conta com 10 faixas, produzidas pelo músico Hugo Linns. O disco está disponível para download e streaming gratuitos nos sites oliveirape.bandcamp.com e carlosgomes.art.br. Leia o resto deste post »

Escritora, filósofa e professora Maria Vilani lança novo livro de poemas

Postado em

Escritora Maria Vilani. Foto: Felipe Gabriel
Escritora Maria Vilani. Foto: Felipe Gabriel

Com prefácio da professora Heloísa Buarque de Hollanda, publicação “Abscesso” será lançado neste domingo (15/09), 15h, no Centro de Arte e Promoção Social (CAPSArtes)

A escritora, filósofa, professora, poeta e ativista cultural Maria Vilani lança seu mais novo livro, “Abscesso”, neste domingo (15/09), às 15h, no Centro de Arte e Promoção Social (CAPSArtes), no bairro do Grajaú, extremo sul de São Paulo. No evento, a escritora participa de bate-papo sobre produção literária e leitura de alguns poemas que compõe a publicação. O livro, que tem prefácio da professora Heloísa Buarque de Hollanda, já é o sexto publicado pela escritora. A edição estará à venda no local por R$ 40,00 e poderá ser encomendado pelo e-mail vilani.compartilha@gmail.com. Leia o resto deste post »

Cliente Feed: Performance Por Onde Andam Os Porcos

Postado em Atualizado em

Por Onde Andam Os Porcos. Foto: Rhaiza Oliveira
Por Onde Andam Os Porcos. Foto: Rhaiza Oliveira

Confira o clipping completo da performance “Por Onde Andam Os Porcos”, realizada na Galeria Janete Costa (Parque Dona Lindu), nos dias 30/07, 31/07, 02/08 e 03/08 de 2019. A partir de uma releitura da imagem comum do “porco capitalista”, o trabalho convida a pensar o lugar centralizado do opressor, entendendo a humanidade como seres políticos, como indivíduos responsáveis por manter o mundo como nos foi dado, a macro e microestruturas em funcionamento. Uma sociedade que persegue a lógica 24/7, autorregulada e em eterno funcionamento. Leia o resto deste post »

Carlos Gomes lança “Canções não” no Teatro Hermilo Borba Filho

Postado em Atualizado em

Obra do poeta, pesquisador e crítico é formada por livro de poemas, disco e espetáculo. Apresentação acontecerá no próximo dia 24.08 (sábado), 18h

O poeta, pesquisador e crítico Carlos Gomes lança “Canções não”, obra formada por livro, disco e espetáculo, no próximo dia 24.08 (sábado), 18h, no Teatro Hermilo Borba Filho. O evento contará com o lançamento da publicação assinada pelo artista, show com as músicas do álbum e participação especial de Jomard Muniz de Britto, Nathalia Queiroz e Philippe Wollney. A entrada no espetáculo é gratuita e o livro custa R$ 20,00. O projeto de lançamento do livro tem incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE). Leia o resto deste post »

Temporada da performance “Por Onde Andam Os Porcos” ocupa Galeria Janete Costa

Postado em Atualizado em

Com incentivo do Funcultura, apresentações acontecem nos dias 30/07, 31 07, 02/08 e 03/08, sempre às 19h30. Trabalho convoca a gênese de um corpo outro, capaz de suportar as adversidades desse mundo

A temporada da performance “Por Onde Andam Os Porcos” ocupa a Galeria Janete Costa (Parque Dona Lindu), nos dias 30/07 (terça), 31/07 (quarta), 02/08 (sexta) e 03/08 (sábado), sempre às 19h30. A partir de uma releitura da imagem comum do “porco capitalista”, o trabalho convida a pensar o lugar centralizado do opressor, entendendo a humanidade como seres políticos, como indivíduos responsáveis por manter o mundo como nos foi dado, a macro e microestruturas em funcionamento. Uma sociedade que persegue a lógica 24/7, autorregulada e em eterno funcionamento. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) e estão disponíveis para compra antecipada no link http://bit.ly/Porcos-Sympla. Classificação indicativa: 18 anos. Leia o resto deste post »

Casas Populares da BR 232 lança 1º álbum com shows na Terça Negra e nos Festivais do Coco de Umbigada e R.U.A.

Postado em Atualizado em

Shows gratuitos acontecem nos dias 23, 25 e 28 de julho. Intitulado “Negraíndia”, disco celebra 15 anos de trajetória do grupo. Gravação do CD e apresentações de itinerância nacional têm incentivo do Funcultura

Após 15 anos de trajetória, a banda Casas Populares da BR 232 lança o seu primeiro álbum. O grupo faz os primeiros shows de “Negraíndia”, na Terça Negra (23/07, terça, 22h), no Festival do Coco de Umbigada (25/07, quinta, 21h) e Festival R.U.A. (28/07, domingo, 17h). As entradas dos eventos são gratuitas. Sob a direção da produtora, cantora e compositora Isaar, o trabalho traz uma mensagem de solidariedade e amor, com canções de protesto e liberdade, passeando pelas tradições musicais do Nordeste e Norte do Brasil, pensando ainda nas expressões musicais de Matriz Africana e indígena da América Latina. “Negraíndia” já está disponível para audição nas principais plataformas digitais. Com Incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura PE), além destes shows, a banda vai circular por João Pessoa/PB, Brasília/DF e São Paulo/SP.
Leia o resto deste post »

Orun Santanta apresenta temporada de “Meia Noite” no Teatro Arraial Ariano Suassuna

Postado em Atualizado em

O espetáculo solo dialoga dramaturgicamente sobre a relação entre pai e filho, entre mestre e discípulo. As apresentações acontecem de 31 de maio a 06 de julho, sempre às sextas e aos sábados, às 20h

O bailarino Orun Santana apresenta a temporada de “Meia Noite”, no Teatro Arraial Ariano Suassuna, desta sexta-feira (31 de maio) a 06 de julho, sempre às sextas e aos sábados, às 20h. O espetáculo solo passeia pela capoeira como elemento criador e motivador do movimento, sobretudo dos corpos do Mestre Meia-noite, nome artístico de Gilson Santana, e Orun. Ambos brincantes e artistas do Daruê Malungo, pai e filho, construíram suas carreiras e sua relação dentro deste universo. A obra explora ainda a capoeira como procedimento de uso de imagens/memória do corpo do dançador como elemento criador, traço marcante na obra de Orun, como artista e pesquisador no assunto. O espetáculo solo dialoga dramaturgicamente sobre a relação entre pai e filho, entre mestre, discípulo e consequente relação com a ancestralidade pessoal, principalmente masculina, na busca de uma conexão com essas energias e possíveis curas e construção de uma nova masculinidade. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia) e já estão com vendas antecipadas no sympla.com.br/orunsantana e também estarão disponíveis na bilheteria uma hora antes do início do espetáculo.
Leia o resto deste post »