Batuqueiros do Silêncio

Em ação inédita, Caravana MusiLibras chega em Pernambuco para ensinar música para surdos

Postado em

Idealizado pelo músico e educador Mestre Batman, projeto leva inclusão para crianças e jovens surdos de todas as capitais do NE. No Recife, Nazaré da Mata e Garanhuns, iniciativa oferece atividades de 12 a 19 de novembro. Oficinas gratuitas contam com apoio do Rumos Itaú Cultural

A Caravana MusiLibras chega em Pernambuco levando música e inclusão para crianças e jovens surdos entre os dias 12 e 19 de novembro. A iniciativa ensina através de uma metodologia criada pelo músico e educador Irton Silva, conhecido artisticamente como Ras Batman Alagbê, em que os alunos vão aprender a tocar instrumentos de percussão. No Recife e em Nazaré da Mata, a ação passará pela Escola Governador Barbosa Lima e Centro de Referência e Formação da Criança e Adolescente Surdos (Crefas), respectivamente. O projeto também oferecerá um workshop desenvolvido especialmente para educadores no Departamento de Música da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Ainda na capital pernambucana, a ação oferecerá uma apresentação com os Batuqueiros do Silêncio e convidados, no Pátio de São Pedro. Para encerrar as atividades em Pernambuco, a Caravana MusiLibras oferecerá uma atividade em Garanhuns. Até o final do ano, o projeto terá passado por Teresina, São Luís, Imperatriz, Fortaleza, Natal, João Pessoa, Recife, Garanhuns, Nazaré da Mata, Maceió, Aracaju e Salvador. A realização da Caravana MusiLibras conta com o apoio do Rumos Itaú Cultural 2017-2018. Leia o resto deste post »

Arte no Parque divulga programação musical completa

Postado em

Festival terá apresentações de Areia & Grupo de Música Aberta e Isaar & Maciel Salú, entre outras atrações. Evento gratuito acontece de 19 a 24 de janeiro no Sítio Trindade
Maciel Salu e Isaar Fotos Adolfo Sonteria e Diego Di Niglio P
O Sítio Trindade, no bairro de Casa Amarela, no Recife, receberá a primeira edição do Arte no Parque entre os dias 19 e 24 de janeiro de 2016 (de terça-feira a domingo). Em sua programação, o publico vai curtir atividades nas áreas de fotografia, cinema, música, artes visuais e literatura. A grade musical do evento está bem diversificada. Nos dias 23 e 24, o festival terá shows do Areia & Grupo de Música Aberta, Isaar & Maciel Salú, Gilú Amaral, Lu Rabelo, Batuqueiros do Silêncio e Inconsciente Coletivo. A programação é gratuita e para toda a família.

Foto: Vládia Lima
Foto: Vládia Lima

Idealizado pela fotógrafa e produtora cultural Luciana Ourique, o Arte no Parque conta com incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), do Governo do Estado de Pernambuco. O objetivo é estimular o desenvolvimento da cultura, da inclusão social, da acessibilidade e da troca de conhecimento através das artes integradas.

Foto: Olga Wanderley
Foto: Olga Wanderley

Confira a programação musical completa:

SHOWS – Programação aberta ao público (sem inscrição)

Dia: 23 (sábado)
batuqueiro do silêncio
Batuqueiros do Silêncio | 16h
Projeto Som da Pele de música para surdos. Com a ajuda de uma metodologia inédita e inovadora a MusiLibras, desenvolvida por Ras Batman Griô, onde as figuras de tempo musical utilizadas para escrever música, são reconhecidas através de um alfabeto em forma de sinais visuais.

Gilú Amaral - P
Gilú Amaral | 18h
É tido como um dos melhores percussionistas de sua geração. Traz uma vasta experiência musical. Fundador da Orquestra Contemporânea de Olinda, do Grupo Instrumental Wassab e da Academia da Berlinda. O músico originário de Olinda vivencia a música desde a infância, conhecendo as estruturas rítmicas de músicas consagradas nos terreiros de Candomblé e de Cultura Popular. Vai apresentar seu show solo “Percursos”, em que explora todo seu conhecimento.

Isaar & Maciel Salú | 20h30
Com quase 20 anos de carreira levando a música de Pernambuco para o mundo, Maciel Salú e Isaar finalmente realizam um trabalho que há anos era guardado a sete chaves: cantar juntos num projeto que traz as referências da música negra brasileira. Dessa união, com a bagagem cheia de histórias, Maciel e Isaar criam um novo espetáculo sem rótulos e rico em influências da música brasileira e mundial.

Dia: 24 (Domingo)

Lu Rabelo | 16h
A poeta, cantora e compositora Lu Rabelo reúne poemas e músicas de sua autoria. Guiada pela intuição, emoção, espontaneidade e experimentalismo, suas poesias e canções têm como motes a Natureza, as Paixões, a Poesia, o Tempo, o Ser.

INCONSCIENTE COLETIVO
Inconsciente Coletivo | 18h
Música instrumental formado por Carlos Pérez na bateria e percussão, Diego Drão nos teclados e José Lencastre ao sax. Desta mistura que nasce o eclético e dinâmico repertório que vai do jazz ao popular, sem fronteiras e em constante evolução.

Areia & Grupo de Música Aberta | 20h
Projeto instrumental do contrabaixista, compositor e produtor musical Walter Areia. O quarteto reúne no seu jazz brasileiro um pouco da sonoridade da música do oriente, trazida pelos portugueses, e as batidas africanas. Tocam inspirados por uma forma mais ancestral de improvisação, batizado por Areia de Música Aberta. Os motes reaparecem após cada solo, como faz o cantador nordestino com sua poesia.

Serviço:
Festival Arte no Parque
Quando: de 19 e 24 de janeiro de 2016 (de terça-feira a domingo)
Onde: Sítio Trindade (Estrada do Arraial, s/n, Casa Amarela – Recife)
Entrada: gratuita
Email: festivalartenoparque@gmail.com
Programação completa (todas as áreas) e inscrições: http://www.festivalartenoparque.com.br
Redes sociais: fb.com/festivalartenoparque e instagram.com/artenoparque

Plural, lúdico e híbrido: Festival Arte no Parque oferece atividades gratuitas

Postado em Atualizado em

Fotografia, cinema, música e artes visuais integram a 1ª edição do festival, que acontece de 19 a 24 de janeiro no Sítio Trindade, no bairro de Casa Amarela

Foto: Luciana Ourique
Foto: Luciana Ourique

O Sítio Trindade, no bairro de Casa Amarela, no Recife, receberá a primeira edição do Arte no Parque entre os dias 19 e 24 de janeiro de 2016 (de terça-feira a domingo). O festival idealizado pela fotógrafa e produtora cultural Luciana Ourique conta com incentivo do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura), do Governo do Estado de Pernambuco. O objetivo é estimular o desenvolvimento da cultura, da inclusão social, da acessibilidade e da troca de conhecimento através das artes integradas. A programação gratuita, e para toda a família, proporcionará atividades nas áreas de fotografia, cinema, música, artes visuais e literatura.

Plural, lúdico e híbrido, o Arte No Parque já chega com uma programação diversificada e com conteúdo relevante em sua primeira edição. “A ideia é passar um dia produtivo no parque, num local aberto e arborizado, com muita arte envolvida. É provocar um clima de exteriorização coletiva da diversão, cultura, música e todos os desdobramentos emocionais e culturais que a arte pode promover”, explica a produtora cultural Luciana Ourique. Leia o resto deste post »